terça-feira, maio 04, 2010

Visitando o oftalmologista


Um dia desses fui levar meu sobrinho, Eduardo, ao oftalmologista. Consulta de rotina mesmo. Não precisava de afobação. Ainda assim acelerei mais que o necessário. E o danado e ingênuo do moleque ainda dava força. “Corre tio Léo!” Lá pelas tantas parei em um retorno da W3. Com o trânsito intenso logo me entediei com a espera. Quando finalmente arranquei percebi que não tinha calculado muito bem. Acelerei tanto que o carro quase fez meia volta. Quando me dei conta já estava trafegando pelo canteiro central e indo ao encontro de uma baita de uma árvore. Só tive tempo de dar um golpe desesperado no volante e voltamos para a pista em segurança (???). Quando finalmente realinhei o carro Eduardo gritou. “Caraca tio Léo cê é muito doido dirigindo seu carro!!” Chegando à clínica tratei de marcar uma consulta para mim também.

Foto: Mário Carvalho